Tupi e a síndrome dos últimos 15 minutos

Resultado de imagem para tupi sofrendo gol

Fundado em 1912, no ano passado o Tupi Futebol Clube, que manda suas partidas no Mario Helênio, conseguiu um feito grandioso em sua história, quando passou pelo Asa de Arapiraca nas quartas-de-final da Série C do Campeonato Brasileiro, com vitórias por 2 a 0 (em casa) e 2 a 1 (fora de casa), e se classificou para disputar a Série B pela terceira vez na temporada 2016.

A equipe de Juiz de Fora disputou a primeira vez a Série B em 1987, onde conseguiu sua melhor colocação, 11 º lugar, a segunda em 1989, e a terceira em 2016.

Desde o início do ano, o que se esperava da equipe era evitar o rebaixamento, tendo em vista o orçamento do Tupi e por ter conseguido o seu primeiro acesso no novo formato do Campeonato Brasileiro.

Para isso a equipe trouxe alguns reforços e sofreu com algumas perdas no elenco. Com 28 jogos disputados na Série B, o Galo Carijó, como é conhecido por seus torcedores, vem decepcionando enquanto resultados e em muitos jogos os torcedores pediram mais garra e raça para os jogadores.

A equipe ocupa a 18 ª colocação, com apenas 26 pontos e está a 5 do Oeste, primeiro clube fora da zona de rebaixamento. Porém, o Tupi consegue, em quase todas partidas, jogar de igual para igual com seus adversários e tem protagonizados bons jogos de futebol principalmente com as equipes que ocupam as primeiras colocações da Série B.

Fatos que comprovam isso são a vitória por 1 a 0 sobre o vice-líder, Atlético Goianiense, e os empates por 2 a 2 com o líder, Vasco, na 21 ª rodada e por 1 a 1 com o 4 º colocado, Londrina, na 25 ª rodada, todos os jogos no Mario Helênio.

Mas algo que tem incomodado muito os torcedores é a quantidade de gols que o Tupi sofre nos últimos 15 minutos de diversos jogos (sem contar os acréscimos).

Em um levantamento feito da 1 ª até a 28 ª rodada, o que se comprovou foi que, em 28 rodadas disputadas até agora, 15 delas o Tupi sofreu gols após os 75 minutos jogados, ou seja, nos últimos 15 minutos das partidas.

E um fato que preocupa mais ainda é que dessas 15 partidas, em 9 delas o gol foi determinante para tirar pontos do Galo Carijó. Apenas para título de comparação, em apenas 3 oportunidades o Tupi marcou um gol após os 75 minutos, e em apenas 1 jogo o clube de Juiz de Fora somou 3 pontos devido ao gol, que foi na vitória em casa sobre o Ceará, por 2 a 1.

Dos gols sofridos nos últimos 15 minutos, em 6 partidas o Tupi era mandante, e em 4 delas a equipe deixou de somar os 3 pontos. Já fora de casa, o clube sofreu gols em 9 partidas, e em 5 jogos o Galo Carijó deixou a vitória escapar.

Fazendo uma projeção hipotética do número de pontos que o Tupi somou e que deixou de somar ao sofrer gols nos últimos 15 minutos das partidas, o resultado chega a assustar. Contando que todos esses pontos não fossem desperdiçados, a equipe de Juiz de Fora estaria com incríveis 42 pontos. Ou seja, estaria empatada com o 8 º colocado, Naútico, e a apenas 3 pontos do G-4.

Faltando 10 rodadas para o fim do campeonato, esse é um dos grandes desafios que a equipe e o técnico Ricardinho devem enfrentar e melhorar na reta final da Série B para que o Tupi não seja rebaixado.

estatisticas-tupi-sofe-gol-15-min-finais

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s