JF Vôlei para os Juiz-Foranos?

Após uma temporada além das expectativas, onde o JF Vôlei conseguiu a classificação para os play-offs da Superliga 2016/2017, a indefinição volta a tomar conta da equipe juiz-forana.

Até agora pouco se sabe sobre a equipe de Juiz de Fora, que apesar de já ter confirmado sua participação nos campeonatos mineiro e Superliga 2017/2018 e ter renovado sua parceria com o Sada Cruzeiro, não há notícias sobre quais atletas permanecerão no elenco. Dentre as renovações, a única garantida é a do técnico Henrique Furtado, que vai permanecer em Juiz de Fora mais uma temporada.

Perdas para a temporada

Apesar de não ter confirmado nenhum atleta para a próxima temporada, o JF Vôlei liberou todos os seus atletas para fecharem contratos com outras equipes caso recebam propostas.

Como a maioria das equipes já vem se reforçando, a equipe juiz-forana já perdeu alguns de seus destaques para o mercado. O oposto Renan Buiatti, maior pontuador da primeira fase da Superliga, fechou com o Sesc-RJ, o levantador Rodrigo Ribeiro foi para o Corinthians e o central Rômulo será aproveitado pelo Sada Cruzeiro em seu elenco principal.

Além disso, outros experientes jogadores do elenco como o ponteiro Ricardo Júnior, o líbero Fábio Paes e o central Diego Almeida ainda não tiveram seus contratos renovados.

Opção viável

ex atletas jf.jpg

(Tatinho, Maycon Leite, Laerte Stroppa, Tárik Pereira e Wagner Pereira, todos jogaram em Juiz de Fora durante boa parte de suas categorias de base)

Juiz de Fora é notadamente uma cidade cheia de talentos no mundo do vôlei, não obstante, revela diversos nomes para o cenário nacional e até internacional. Entretanto, o JF Vôlei é uma das únicas equipes que não possui um trabalho de base que possa gerar frutos à equipe principal.

Recentemente equipes como Minas Tênis Clube e Campinas sofreram com cortes de verbas de seus patrocinadores e com isso tiveram que recorrer à base. No Minas, equipe conhecida por possuir uma base forte, a fórmula deu certo, e o elenco formado por muitos jovens conseguiu um bom resultado na Superliga 2016/2017. Além disso, algumas promessas, como o juiz-forano Felipe Moreira Roque, despontaram no time e conseguiram a titularidade, além de notoriedade no cenário nacional.

Pensando nisso, uma opção para o JF Vôlei é se voltar para o mercado interno, de modo a reforçar a sua equipe e não gastar muito para isso. Exemplos recentes mostram que a equipe não costuma dar muito valor aos prata da casa, como por exemplo:

-O oposto Felipe Moreira, que sequer atuou pelo JF Vôlei e hoje é um dos destaques do Minas;

-O líbero Tatinho, que após defender a equipe juiz-forana por várias temporadas na Superliga, inclusive sendo titular na campanha de permanência do JF Vôlei na repescagem da temporada 2015/2016, não teve seu contrato renovado e passou a temporada 2016/2017 sem clube;

-O ponteiro Pedro Londero, de 20 anos, que atualmente se encontra no São José Vôlei e que precisou sair ainda cedo de Juiz de Fora devido a falta de uma equipe de base competitiva que o projetasse para o voleibol profissional;

-O levantador Tárik, 21 anos, que já atuou pelo JF Vôlei, mas nunca teve a chance de mostrar seu jogo. O levantador está no mercado após ter sido titular da equipe do Monte Cristo (Goiânia) na Superliga B 2016/2017 e ter sido um dos destaques do time;

-O central Diego Almeida, que esteve no elenco 2016/2017 mas atuou em poucas partidas, ganhando mais minutos de jogo apenas no fim da temporada. O atleta é experiente, com passagens por equipes do Brasil e Espanha e poderia dar uma confiança a mais para os jovens.

No fim de agosto inicia-se a temporada 2017/2018, com a disputa do campeonato mineiro, e com isso, vale a pena dar uma olhada nos talentos juiz-foranos que podem ter um excelente custo-benefício tanto dentro quanto fora de quadra.

Por Gustavo Pereira

Anúncios

O esporte na dramaturgia

É fato que o esporte tem impactos diretos e indiretos na vida do ser humano. Mas para além disso, a palavra esporte é sinônimo de paixão, sentimentos à flor da pele e até de fanatismo. Tanto que figuras esportivas são consideradas todos os anos como destaques mundiais a nível de influência.

Pensando nisso, a indústria cinematográfica produz diversos filmes baseados no esporte e em figuras emblemáticas. Confira algumas produções que podem te fazer vivenciar um pouco mais da vida de um atleta, tal como seus desafios, bônus e, principalmente, ônus.

Bons filmes ou documentários sobre esporte

ze aldo

1- Mais Forte que o Mundo – A História de José Aldo

O filme narra a história do lutador José Aldo, desde sua infância sofrida, até os dias de glória no octógono do UFC, somando incríveis nocautes e vitórias espetaculares. Além disso, o filme traz informações sobre o mundo das lutas, principalmente o UFC.

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-241667/trailer-19550010/

2- Gol!

O filme trabalha o sonho de um jovem e talentoso atleta que mora em uma cidade pequena dos Estados Unidos e como muitos jogadores amadores ao redor do mundo, tem o sonho de se tornar profissional. Sua grande chance é quando o garoto recebe uma chance de ir para o Newcastle United (ING).

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-56435/trailer-19372248/

3- I am Bolt

O documentário traz a história de um dos maiores nomes do esporte mundial atualmente, o jamaicano Usain Bolt. O documentário traz o dia a dia do irreverente corredor e é uma ótima opção para quem gosta de atletismo.

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-237539/trailer-19552491/

4- Winning: The racing life of Paul Newman

Para os amantes de corrida, o documentário traz a vida de Paul Newman, que teve uma carreira de 35 anos dedicados à luta. Além disso, o documentário aborda também aspectos para além da vida esportiva.

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-237119/trailer-19548723/

5: Hoovey ou Força de Viver

O filme mostra uma verdadeira história de superação, quando uma promessa do basquete descobre ter um tumor maligno na cabeça e, após isso tem que reaprender a jogar, além de precisar manter sua família junta.

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-242468/trailer-19547675/

Os garotos vem ganhando espaço no futebol brasileiro

Desde a conquista inédita da medalha de ouro nas Olimpíadas Rio 2016, os jovens talentos brasileiros vem ganhando notoriedade no cenário nacional. Mas para além disso, vem conquistando aos poucos espaço nas equipes principais, alguns até como titulares incontestáveis de suas equipes.

O futebol brasileiro já é mundialmente conhecido como celeiro de promessas, e por isso, é só surgir algum jovem despontando que o mercado europeu já fica de olho. Exemplos recentes disso são o zagueiro Marllon, ex-Fluminense e que agora está treinando com o elenco principal do Barcelona (ESP), David Neres, que saiu do São Paulo e foi para o Ajax (HOL) onde foi titular em várias partidas do clube, Wallace, ex-Grêmio e que é titular absoluto no Hamburgo (ALE), entre outros.

Além dos exemplos citados acima, três meninos chamaram muita atenção e foram vendidos por cifras milionárias a grandes clubes do cenário mundial.

Vinícius Jr. (atacante pelos lados)- O jovem que completa hoje (12/07) apenas 17 anos ganhou notoriedade no mundial Sub-17 onde sobrou. Com isso, iniciou-se uma batalha entre Real Madrid e Barcelona para contar com o garoto. Melhor para o Real, que por incríveis 45 milhões de euros, se tornando a segunda transferência mais cara do Brasil, atrás apenas de Neymar, que foi justamente para o rival. Vale lembrar que o jogador sequer tinha atuado pelos profissionais quando o Real Madrid iniciou as conversas com o Flamengo.

vinicius jr

Vitinho (atacante pelos lados) – Se o Barça não conseguiu levar o atleta do Flamengo, investiu em outra jovem promessa proveniente das categorias de base do Palmeiras. A contratação de Vitinho, de 18 anos, segue os mesmo parâmetros da transferência de Marllon, ex-Fluminense, onde o atleta será emprestado por 1 ano ao Barcelona B e poderá ser comprado em definitivo por um valor próximo de 15 milhões de euros.

vitinho barça.jpg

Douglas – Outra bomba do mercado, o volante Douglas foi vendido para o Manchester City por um valor aproximado de 15 milhões de euros. O jovem de 19 anos se destacou nos profissionais do Vasco esse ano, sendo titular absoluto da equipe, e comandando a meiuca vascaína.

douglas city.jpg

Mas além deles, muitos outros jovens promissores vem pintando no Brasil. E pensando nisso, o Raio-X Esportivo montou sua seleção do Brasileirão apenas com jogadores sub-23 que vem dando alegria aos seus torcedores.

Seleção sub-23 Brasileirão

Goleiro: Jean (Bahia) – O goleirão de 21 anos foi titular no mundial Sub-20 e também é titular incontestável do Bahia, com excelentes atuações e defesas difíceis

Lateral-direito: Dodô (Coritiba) – Um dos mais jovens atletas titulares do Brasileirão, Dodô tem apenas 18 anos e já atuou em 9 oportunidades pelo Coxa no campeonato. Além disso, tem passagens pela seleção de base do Brasil.

Zagueiro 1: Igor Rabello (Botafogo) – Com 22 anos o jovem recebeu a missão de assumir a vaga de titular na zaga botafoguense e vem dando conta do recado com atuações seguras. Só no Brasileirão já são 11 jogos.

Zagueiro 2: Lucas Veríssimo (Santos) – O jovem santista acabou de completar 22 anos e já conseguiu sua vaguinha no time titular da Vila Belmiro. Também com 11 jogos no Brasileirão o jovem vem mostrando talento.

Lateral-esquerdo: Guilherme Arana (Corinthians) – Com apenas 20 anos, Guilherme Arana já domina a latera esquerda corintiana há um tempo e só vem crescendo de nível, sendo especulado em grandes europeus.

Volante 1: Wendel (Fluminense) – Com apenas 19 anos é titular do Fluminense comandado por Abel Braga e vem apresentando um futebol consistente e de qualidade. Volante com boa saída de jogo, o atleta vem recebendo sondagens do mercado internacional e é um dos destaques do tricolor carioca.

Volante 2: Arthur (Grêmio) – Com apenas 20 anos o jovem vem ganhando espaço com Renato Gaúcho. Só no Brasileirão são 10 partidas e a titularidade vem apenas coroando o bom futebol apresentado pelo garoto.

Meio-campista: Thiago Maia (Santos) – Campeão olímpico na Rio 2016 atuando como titular em algumas partidas o volante/meia já é realidade. Além de apresentar um futebol de qualidade, tem muita presença em campo e desperta interesse de gigantes europeus. Apesar de ter apenas 20 anos, já está pronto para atuar em qualquer liga do mundo.

Atacante 1: Richarlison (Fluminense) – Principal promessa de gols do tricolor carioca o atacante recentemente se envolveu em uma confusão onde recebeu uma proposta muito boa do Palmeiras e pediu para não jogar contra a equipe paulista. Entretanto a negociação não foi concluída e Richarlison continua brilhando sob o comando de Abelão. Jogador rápido e alto, chama atenção por sua inteligência com a bola nos pés, e jogou o último Sul-Americano pelo Brasil como titular.

Atacante 2: Éverton (Grêmio) – Juntamente com Luan o atacante pelos lados é muito rápido e vem bagunçando asa zagas adversárias. Com apenas 21 anos é mais uma promessa em evidência e já é titular do Grêmio desde 2016.

Atacante 3: Vinícius Jr. (Flamengo) – Apesar de estar vendido ao Real Madrid, o jovem de 17 anos permanecerá no Flamengo até completar 18 anos, e apesar de não ser titular, o jovem vem recebendo algumas oportunidades e aos poucos tem se soltado nas partidas. Conhecido por sua irreverência, o atleta proporciona alguns lances bonitos que fazem a torcida vibrar.

Reservas

Além deles, outros jovens também vem se destacando:

Goleiro: Thiago (Flamengo)

Zagueiro: Reginaldo (Fluminense)

Volante: Jean (Vasco)

Meia/Atacante: Guilherme (Botafogo)

Atacante: Pedrinho (Corinthians)