Brasileirão Série A 2017 comprova que não é um campeonato qualquer

palmeiras

O Brasileirão Série A está na sua 61 ª edição e pode ser considerado um campeonato diferenciado apenas pelo fato do país ter dimensões continentais, podendo-se disputar partidas no Sul, Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste em intervalos de 3 dias, sendo necessárias viagens longas e cansativas.

Outra particularidade desse campeonato é o número de clubes que já venceu ao menos uma vez o Brasileirão da Série A, 17 no total, com o Palmeiras com 9 títulos sendo o maior vencedor do torneio.

giphy-downsized.gif

Mas para além do título, o Brasileirão tem uma grande capacidade de quebrar as expectativas dos comentaristas em suas previsões de começo de temporada, com equipes consideradas favoritas ao título em situações delicadas e também surpresas na zona de Libertadores e boas campanhas.

Usando esse ano como exemplo, grande parte da imprensa esportiva dava Palmeiras, Flamengo, Atlético-MG e Grêmio como postulantes às primeiras colocações. Entretanto o que vemos foi um primeiro turno perfeito do Corinthians, considerado no começo do ano como 4 ª força de São Paulo, disparar na liderança do campeonato e essas equipes até então favoritas derraparem muito, sendo realizadas trocas de comando no Palmeiras, Flamengo e Atlético-MG.

De um outro lado, equipes como Santos, Cruzeiro, Botafogo e até mesmo Vasco, aproveitam a inconsistência dos adversários de frente e vão ficando em posições muito boas na classificação.

“Grandes” não fogem do rebaixamento

Diferentemente dos campeonatos europeus, em que de 10 em 10 anos uma equipe grande acaba tendo uma campanha desastrosa e caindo para a segunda divisão, no Brasileirão isso é normal! Tanto que hoje, as únicas equipes que nunca caíram são Chapecoense, Cruzeiro, Flamengo, Santos e São Paulo.

Na atual edição, diversas equipes com tradição e força no cenário nacional flertaram e ainda flertam com o rebaixamento, como São Paulo, Fluminense, Sport, Atlético-MG e Coritiba.

Baixa diferença de pontos entre rebaixamento e zona da libertadores

giphy-downsized (1).gif

Outro fator que deixa o Brasileirão fascinante é o grande equilíbrio entre as equipes, já que é praticamente normal um dos 4 primeiros colocados perderem para uma equipe do Z-4. Além disso, podemos destacar a baixa diferença entre as zonas de rebaixamento e de classificação para a Libertadores, possibilitando grandes arrancadas como o Vasco que venceu 3 de 4 partidas e agora está em 8 º lugar, com 45 pontos, ou mesmo o São Paulo, que há 6, 7 rodadas estava na zona da degola e agora já ocupa a 9 ª colocação, a 4 pontos do G-7, com 43 pontos.

Ainda merece destaque a grande rotatividade das equipes no antigo G-4 e agora G-6, podendo virar até G-8. Dentre as equipes que estiveram na Libertadores do ano passado, hoje apenas 4 dos 8 times estão na zona de classificação para a principal competição Sul-Americana, Santos, Flamengo, Botafogo e Grêmio (que inclusive está na final da competição).

Equipes como Corinthians e Cruzeiro, que já tem sua vaga carimbada para a Libertadores, ficaram em 7 º e  12 º lugares no ano passado. No caminho contrário, Atlético-MG e Atlético Paranaense, que participaram da Libertadores do ano passado, amargam os modestos 12 º e 11 º lugares, respectivamente.

Agora é esperar o fim do Brasileirão e ver se as surpresas dessa edição vão até o final ou se ainda tem tempo de alguns times reagirem na competição.

Por Gustavo Pereira

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s