Conheça os ingredientes que fazem a final entre Liverpool x Real Madrid tão importante para os clubes

final champions 2018

Após uma temporada incrível na UEFA Champions League, Liverpool e Real Madrid medem forças no dia 26 de Maio, em Kiev (Ucrânia), às 15:45 horas (horário de Brasília), e essa é uma oportunidade ímpar para os clubes chegarem ao final da temporada com a sensação de dever cumprido. Por isso, conheça os ingredientes para a partida entre os dois clubes.

-Salvação do ano

_ Para o Real Madrid, que já possui 12 títulos da Champions, sendo os últimos três conquistados nas últimas três temporadas, conquistar o título da principal competição europeia é uma forma de demonstração de força para a torcida, que está na bronca com o time por ter perdido o título para o Barcelona, sendo apenas o 3º colocado na La Liga, com 76 pontos, contra incríveis 96 do Barça. Na Copa do Rei, a equipe também caiu cedo, nas quartas de final, para o modesto Leganés, e decepcionou a torcida.

Apesar de ter vencido dois títulos na atual temporada, Supercopa da UEFA e Supercopa da Espanha, o clima é de ano ruim para o lado dos merengues, e ganhar a Champions muda totalmente esse cenário, já que assim o clube demonstraria força e continuaria respeitado como o maior da Europa.

_ Já para o Liverpool, ganhar a Champions tem um significado ainda maior. O clube foi apenas o 4º colocado na Premier League, com 75 pontos, 25 atrás do campeão Manchester City; não foi bem na F.A Cup, quando caiu na 4ª eliminatória para o modesto West Browmich e nem na EFL Cup, que caiu na 3ª eliminatória para o Leicester City.

Na Champions League, o Liverpool vive o seu maior sonho. O clube sofre com a falta de títulos durante várias temporadas, e na principal competição europeia tem a chance de voltar a ser respeitado, já que para muitos os Reds são um time do passado.

Melhores ataques da competição

Liverpool e Real Madrid possuem os melhores ataques da Champions League, além de terem os principais artilheiros da competição.

O Real Madrid marcou 29 gols na competição, 15 deles de Cristiano Ronaldo, o CR7, e na final, tem a missão de não só marcar gols, como também parar o melhor ataque da competição.

Melhor ataque disparado, O Liverpool já marcou incríveis 40 gols, passando em branco apenas na volta das oitavas de final, quando empatou em 0 a 0 com o Porto, e tem no seu trio ofensivo, composto por Salah, Firmino e Mané, sua principal aposta, já que a defesa também costuma sofrer muitos gols. O trio já marcou , sendo 10 de Salah, 10 de Firmino (vice-artilheiros da Champions) e 9 de Mané. Além disso, os três já distribuíram 14 assistências na competição, demonstrando o grande poder de fogo dos Reds.

Fase especial de Salah e Cristiano Ronaldo

-Todo ano cotado como melhor do mundo, CR7 começou 2018 com dificuldades para marcar, mas foi só a Champions League começar sua fase eliminatória que Cristiano Ronaldo voltou a aparecer, e a marcar muitos gols. Na temporada 2017/2018 foram 44 gols marcados e 8 assistências. Por isso, CR7 é a principal aposta dos merengues para desequilibrar na final, e de quebra, ir mais forte para a disputa de mais um prêmio de melhor do mundo.

-Por um outro lado, Mohammed Salah vive um verdadeiro sonho, já que faz uma temporada muito acima da média, o credenciando como um dos melhores jogadores do ano. Salah também marcou 44 gols na temporada, sendo 32 deles na Premier League, se tornando o maior artilheiro de uma edição do campeonato inglês com 20 times, desbancando o recorde de Alan Shearer, Luiz Suárez, e do próprio CR7, que tinham marcado 31 gols em uma temporada de Premier League. Além dos muitos gols, Salah ainda distribuiu incríveis 16 assistências, ou seja, participou diretamente de 60 gols na temporada 2017/2018.

Coroação de trabalhos brilhantes

Zinedine Zidane e Jurgen Klopp travam um duelo pessoal.

Zidane conquistou a Champions League em sua primeira temporada como técnico, mas sofre com críticas de que ainda não está entre os melhores treinadores do mundo. Para isso, a conquista em Kiev representa uma afirmação para o francês.

Já Klopp, chega novamente a uma final de Champions League após ter batido na trave com o Borussia Dortmund na temporada 2012/2013, perdendo o título para o principal rival, o Bayern de Munique, por 2 a 1. Por isso, conquistar a Champions League, agora pelo Liverpool, significaria um momento de rendição para Jurgen Klopp, e de quebra, coroaria o excelente trabalho que vem fazendo à frente dos Reds, tornando o time novamente competitivo.

Por Gustavo Teixeira

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s